Hino do CNSC

Hino do CNSC

Estudai juventude
Erguei a fronte
Que um risonho porvir (Bis)
Já nos aguarda
E o laurel da vitória que não tarda
Há de brilhar mais cedo no horizonte.

Refrão

Colégio Nossa Senhora do Carmo
És oásis do saber e do amor
Bendita a formação que recebemos
E a mensagem divina do senhor.

Saudemos o Colégio tão querido
Exaltando teu nome imortal
Na verdade és o grande arsenal (Bis)
E por nós tu serás inesquecido.

Acessos Online

Obrigado pela visita.

O Colégio Nossa Senhora do Carmo é um dos mais tradicionais educandários de ensino do Amazonas. Aqui você vai ficar por dentro das notícias do CNSC. Nosso objetivo é informar os trabalhos, ações e projetos desenvolvidos no Carmo, há 57 anos formando gerações.

Realização: Grêmio Estudantil
Apoio e Colaboração: Direção do Colégio
Sigam o @Carmo_Parintins no Twitter.

20 de jun de 2010

C.N.S.C. na Mídia: Festa Junina do Colégio foi destaque também no site do Sistema Alvorada de Comunicação.

 Colégio do Carmo brinca de boi com o Garanchoso
 


Com o complexo Silvio Miotto lotado, e com a apresentação do boi Garanchoso, a Festa Junina do C.N.S.C. de 2010  foi um sucesso. 
 A direção, professores, serventes, pais e alunos do Colégio Nossa Senhora do Carmo, promoveram nesta sexta-feira, 18 de junho, no Complexo Silvio Miotto, Centro, a festa junina, marcando o encerramento das atividades do primeiro semestre. O destaque do evento foi o boi bumbá mirim Garanchoso, uma mistura das cores preta, em referência ao boi Caprichoso, e branca, em referência ao Garantido. Para mostrar a imparcialidade, o boizinho do Colégio tem a testa divida com uma estrela e um coração.

Em 2010 os brincantes bailaram com o tema “Garanchoso: Estrela do meu coração que contagia esta nação”. A brincadeira e o surgimento do boizinho foi há 30 anos, através de acadêmicos da antiga Universidade Federal do Rio de Janeiro, hoje UFAM, e professores e alunos do Colégio, à época. Os apresentadores de Caprichoso, Junior Paulain e do Garantido Israel Paulain, iniciaram carreira no boizinho do Colégio do Carmo. A diretoria da agremiação tem a presença atualmente dos professores Aldenilza, Aurélio, Ane Claide, Dorinilce, Edith, Edilza, Elma, Francinaldo, Luíza, Madel, Maria de Fátima, Maria de Lourdes, Veldeílza, Rosana Queiroz, Alcifran, Dircilene e Lucrecia.
O bispo Dom Giuliano Frigeni, o padre Benito Di Pietro e a irmã Rosilda, gestora do educandário, estavam eufóricos no evento.

A brincadeira

Comidas típicas regionais, bailado corrido, desfiles de candidatas, quadrilhas, brincadeiras de rodas dança do carimbó, xote, xaxado, entres outros, marcaram o início da festa. A responsabilidade das danças foi dos alunos a partir de 15 anos. No entanto, o mais aguardado era a brincadeira das crianças.
O apresentador Alciro Jorge, o amo Cainan Cardoso Pessoa e o levantador de toadas Paulo Victor comandaram a galera presente no Silvio Miotto.   Os pequenos integrantes do item que mescla Maruada e Batucada, estavam de verde e amarelo, homenageando a Seleção Brasileira de Futebol, que disputa a Copa do Mundo na África. Apesar da idade, os garotos demonstraram intimidade com os instrumentos e também força física dpara aguentar quase duas horas de apresentação.

O artista do boi Caprichoso Karú Carvalho produziu a alegoria que trouxe a sinhazinha da fazenda Luiza Gabriele. Neste momento evolui a vaqueirada e o boi Garanchoso, que ainda reapareceu mais de três vezes para a alegria do público.
Uma alegoria do artista Wando Silva, representando um arraial de São João, e trouxe a Rainha do Folclore Camila Monteiro. Ela representou a miscigenação cultural e a diversidade da culinária parintinense. Os torcedores vibraram com a aparição da garota Garantido Dayane Nogueira, da garota Caprichoso Isabelli Pessoa e da garota Garanchoso Ênolly Lara Batista.
O conjunto folclórico trouxe meninas e meninos vestidos com indumentárias artesanais. Neste momento apareceu a Guardiã da Fauna Rafaela Mendes, que luta pela vida e preservação e protege nossos animais da ganância do predador chamado homem. A guardiã da Flora Andressa Santarém defendeu na quadra, as nossas florestas, flores, rios, lagos e igarapés da região amazônica. A guardiã da Madeira, a pequena Bruna Vitória, com encanto e esplendor protegeu as árvores e a vida na terra.
O pequeno Marcelo Medeiros  foi apresentado ao público como novo levantador de toadas do Garanchoso para 2011. Marcelo mostra que a brincadeira de boi bumbá é mesmo de sangue em Parintins. Não faltaram também o Pai Francisco, a Mãe Catirina, tribos indígenas, destaques e figuras típicas regionais. As protetoras da Floresta Jhully Kamilli e Samilly Oliveira apareceram na terceira alegoria da noite.

O artista do boi Garantido Junior de Souza deu a alegoria Vitória Régia responsável pela aparição do Nayla Rego Pinto. O momento apoteótico do Garanchoso foi logo após a apresentação do pajé Leonardo Silva, que representou os mistérios e encantamentos da floresta amazônica. Ao final do evento pais e professores estavam exaustos, mas certos de que em 2011 o Garanchoso torcedores do azul e do vermelho vão se unir novamente para brincar de boi bumbá.

Texto: Hudson Lima

2 comentários:

  1. O que foram feito destes vestidos de sinhazinha, alguma mãe ainda tem, dependendo o preço eu compro.
    Monyka.9@gmail.com

    ResponderExcluir
  2. O que foram feito destes vestidos de sinhazinha, alguma mãe ainda tem, dependendo o preço eu compro.
    Monyka.9@gmail.com

    ResponderExcluir